quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Adeus você!


Quando aquela cor desapareceu, os espelhos que a refletiam em sua alma transformaram-se em cacos. Os passos já não deixavam marcas, tornaram-se neutros e a lua era a mesma, todos os dias, em um tempo vagaroso. E o vento? A pele, antes seda, enrijeceu e tornou-se insensível. Os olhos perderam o encanto e o brilho em uma confusão imperecível.

6 comentários:

*-* disse...

felicidade pode ser gerada com tao pouco... um tao pouco suficiente pra me fazer sorrir...

Procure dividir-se em alguém,
Procure-me em qualquer confusão.
Levanta e te sustenta
E não pensa que eu fui por não te amar.
Quero ver você maior, meu bem

CAMILA sou seu eterno fã

Beeeeeeei disse...

ela tah eh a brutalidade em pessoa uahsauhsuahsuahs tah seca, neh?! fica seca naum, amigos. eh tão bom ver teu sorriso e ler textos mais leves. sabe, eu nem senti nada tbm =/ soh de chato que tah isso aí =p
uhm... explicar-te-ei melhor: sabe nossa conversinha do msn agora mesmo? pois é, eu jah matei tudinho tbm suahsuahsuah e cada um com as próprias facadas que levei. e tah tudo tão leve... =~ fica leve tbm, amigos =p e qlqr coisa tem os amigos aqui pra falar merda de vez em quando que é pra esquecer (comentar como e quando) que um dia a gnt jah matou alguém (literalmente ou não?)
hahaha (que merda!) =)

;*dabeei

ellen disse...

aê... enfim, camila voltou a reinar no blog, kekekekek
sou tua fã! tenho q admitir isso... to admitindo isso, kekekekkekek...
e olhe, me vi nessa musik de los hermanos, simplesmente pq to me mudando p/ lá e espero q a pessoa ñ pense q deixei de ama-lo =/
bjooooooooooooooooooooooooooooo

tata disse...

mila.....

=(


falando ni saudade....




.... q saudade de tu nega.....


=~~~~~~~


matar hj????


te adolu de mais muitaum!!!



=D



=*******************

veh disse...

saudades

veh disse...

"Me disseram ontem que eu não tou escrevendo porque não consigo sentir os meus textos."

sentir seus textos?
que bobagem é essa..

seus textos são seus sentimentos..
puros, visualizados e, numa tentativa bastante sacrificada, concretizados num pedaço de papel..
não quis dizer "sacrificados" no sentindo de desprezar a sua [grande] capacidade de falar do que não se ve.. mas sim, de falar de algo que a existencia humana nunca descbriu/descobrirá.

alguem pode não enxegar aos olhos intepretativos de um critico literaria..

nem sempre ler é enxergar as letras em um papel/pagina..
; )